sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

A alegria e diversão do Carnaval também chegaram à Biblioteca Escolar

Dada a enorme adesão verificada no ano lectivo transacto relativamente ao Concurso de Máscaras, também este ano se decidiu pela sua realização. Os alunos envolveram-se na realização de máscaras muito vistosas e divertidas, demonstrando mais uma vez a sua capacidade de imaginação e fantasia. De acordo com a votação registada, resultou vencedora a aluna Anabel Gonçalves do 7ºC com 21 votos obtidos pela sua divertida e brilhante máscara.
Também a decoração do espaço da BE resultou num ambiente mais alegre e divertido, onde não faltaram os confetis e as habituais serpentinas coloridas.

Prof. Isabel Soares


quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Dia 14 de Fevereiro - um Dia dos Namorados sempre muito romântico e super divertido.



À semelhança dos anos anteriores, também este ano durante a semana que integrou a comemoração deste dia, a biblioteca tornou-se um espaço muito romântico: foi divulgada a lenda de S. Valentim e colocou-se o já conhecido placard alusivo à temática onde os alunos se divertiram, tirando fotografias, simulando pares românticos. Foi também realizado o já habitual Concurso de Mensagens de Amor ou Amizade. Trata-se de um concurso que visa sensibilizar os alunos para a escrita de mensagens ou poemas, manifestando os seus sentimentos amorosos ou de amizade mais profundos, relativamente àqueles que mais gostam e admiram no meio escolar. Também este ano, o “Cupido” e a “Fadinha da Amizade”, devidamente fantasiados, tiveram a “árdua” tarefa de distribuir pelas diversas turmas, na sala de professores e em outros espaços da EB, as inúmeras mensagens previamente colocadas numa “caixa de correio” elaborada para o efeito. A esta actividade aderiu um elevado número de alunos dos vários anos de escolaridade que nela participaram de forma muito entusiasta, tendo sido distribuídas cerca de 140 mensagens. Resultou vencedora, com o maior número de mensagens recebidas, a aluna Andreia Soares do 7º B.

Prof. Isabel Soares



Actividade do 5º Ano



Distribuição do correio

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Autor do Mês - Fevereiro - 8ºA

Rosa Lobato Faria

Filha de um oficial da Marinha, Rosa Lobato de Faria cresceu entre Lisboa e Alpalhão, no Alentejo. Era viúva de Joaquim Figueiredo Magalhães, editor literário, desde 26 de Novembro de 2008.

Enveredou pela representação ao participar, na televisão, em séries (1987 - Cobardias, 1988 - A Mala de Cartão, 1992 - Crónica do Tempo, 1992 - Os Melhores Anos), sitcoms (1987 - Humor de Perdição, 1990 - Nem o Pai Morre Nem a Gente Almoça, 2002 - A Minha Sogra é uma Bruxa, 2006 - Aqui Não Há Quem Viva) e novelas (1982 - Vila Faia, 1983 - Origens, 2004 - Só Gosto de Ti, 2005 - Ninguém como Tu). Assinou o argumento de Humor de Perdição (1987), Passerelle (1988), Pisca-Pisca (1989), Nem o Pai Morre Nem a Gente Almoça (1990), Telhados de Vidro (1994) e Tudo ao Molho e Fé em Deus (1995).

Como romancista, publicou os livros O Pranto de Lúcifer (1995), Os Pássaros de Seda (1996), Os Três Casamentos de Camila (1997), Romance de Cordélia (1998), O Prenúncio das Águas (1999), galardoado com o Prémio Máxima de Literatura em 2000, A Trança de Inês (2001), O Sétimo Véu (2003), Os Linhos da Avó (2004) e A Flor do Sal (2005). Em co-autoria participou em Os Novos Mistérios da Estrada de Sintra e Código d' Avintes. Para além disto publicou contos infantis (A Erva Milagrosa, As quatro Portas do Céu e Histórias de Muitas Cores).

Na poesia foi autora de A Gaveta de Baixo, longo poema inédito, acompanhado de aguarelas de Oliveira Tavares, estando o resto da sua obra reúnida no volume Poemas Escolhidos e Dispersos (1997). Para o teatro escreveu as peças A Hora do Gato, Sete Anos – Esquemas de um Casamento e A Severa. Foi ainda a letrista que, a par de José Carlos Ary dos Santos, permanece como a mais bem sucedida no Festival RTP da Canção, tendo obtido quatro vezes o primeiro lugar com Amor de Água Fresca (1992), Chamar a Música (1994), Baunilha e Chocolate (1995) e Antes do Adeus (1997).

Experimentou o cinema, sob a direcção de João Botelho, em Tráfico (1998) e A Mulher Que Acreditava Ser Presidente dos Estados Unidos da América (2003), além dos filmes de Lauro António, Paisagem Sem Barcos (1983) e O Vestido Cor de Fogo (1986) e de Monique Rutler, 'Jogo de Mão (1984).

Rosa Lobato de Faria, senhora de uma personalidade bastante forte, impunha-se pelo seu porte distintíssimo e pelo espírito perfeccionista que punha em todos os seus trabalhos, era uma das escritoras e actrizes que será sempre lembrada pelos seus papéis em novelas e por ter escrito letras de músicas para vários cantores.

Rosa Lobato de Faria morreu a 2 de Fevereiro de 2010 em Lisboa, aos 77 anos de uma anemia grave.

Olimpíadas da Língua Portuguesa

No passado dia 3 de Fevereiro realizou-se mais uma actividade organizada pelo Departamento de Línguas: a 1ª fase das Olimpíadas da Língua Portuguesa. Nesta prova participaram o 2º e 3º ciclos. As equipas eram constituídas por cinco elementos de cada uma das turmas e tiveram que apresentar ao júri as seguintes provas: questionário, leitura de um poema, adivinhação de um provérbio por gestos, leitura de um trava-línguas e uma prova livre, na qual os alunos deram asas à sua imaginação. Após a análise de todas as provas, venceram as seguintes turmas: 5ºC, 6ºB, 7ºC, 8ºB, 9ºB e CEF 1.

A todos os nossos parabéns e obrigada.

Até à 2ª fase!

Departamento de Línguas