quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Ciclo de cinema “A Magia do Natal”

Ciclo de cinema
“A Magia do Natal”

Na última semana de aulas do 1º período serão projectados, na Biblioteca Escolar, filmes subordinados à temática natalícia. Assim, os alunos terão a oportunidade de se inscreverem na actividade, escolhendo os filmes do seu agrado de acordo com a listagem afixada e mediante o horário que melhor se ajustar aos seus tempos livres.

Um Natal a recordar
Noddy salva o Natal
The Nigtmare before Christmas
O Grande Nevão
Sozinho em Casa 2

 

 






terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Autor do Mês - Dezembro - CEF2

Michel Tournier

Michel Tournier é um escritor francês. Nasceu em Paris a 19 de Dezembro de 1924.
Os pais conheceram-se quando estudavam Alemão na Sorbonne. Tournier também aprendeu a falar a língua, muito cedo, uma vez que a mãe tinha o hábito de passar os Verões numa pensão alemã. O pai desistiu de se tornar professor por ter sido ferido num combate durante a Primeira Grande Guerra. Optou por abrir o seu próprio negócio, fundando uma agência de direitos de autor. Tomando assim contacto com obras literárias, Tournier apaixonou-se pelo mundo dos livros. Este estudou numa série de escolas particulares, geralmente católicas. Completou os seus estudos secundários durante a Segunda Guerra Mundial, prosseguindo os seus estudos de Filosofia e Direito na Sorbonne. Entre 1949 e 1954 escreveu para emissões radiofónicas e televisivas, passando depois de 1958 e 1968, a ser o editor principal da companhia livreira Plon. Em 1967 publicou o seu primeiro romance, Vendredi, Ou Les Limbes du Pacifique (Sexta-Feira ou a Vida Selvagem), aos quarenta e três anos de idade.


Distinções:
Grande prémio de romance da Académie Française em 1967 pelo seu romance Sexta-feira ou A Vida Selvagem;
Prémio Goncourt em 1970 por unanimidade pelo seu romance Le Roi Des Aulnes; Membro da Académie Goncourt em 1972;
Medalha Goethe em 1993;
Doctor Honoris Causa da Universidade de Londres em 1997.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Dia Mundial da Música



No passado dia 1 de Outubro na nossa escola comemorou-se o Dia Mundial da Música.
Realizou-se um concurso na Biblioteca Escolar que constava na elaboração de um instrumento musical. Os alunos que pretendessem participar deveriam inscrever-se e entregar o seu instrumento naquele local, ao qual seria atribuído um nº de concorrente.
Ao autor do instrumento vencedor seria atribuído um prémio. No dia 1, todos os alunos puderam votar no seu instrumento preferido.
Para além deste interessante e divertido concurso e para assinalar mais festivamente este dia, houve também um momento musical dirigido pela nossa professora de Música. Duas alunas do 6ºB, a Cristiana e a Sara, actuaram na biblioteca, interpretando uma canção intitulada “Cantar a Música”. São sempre momentos agradáveis para todos.


Os vencedores do concurso dos instrumentos musicais foram:
1º lugar - Ana Gonçalves do 6ºC
2º lugar - Andreia Silva do 9ºB
3º lugar - um grupo de alunos do 5º A: Catarina Silva; Carla Costa; Joana Lopes e José Miguel 


Texto elaborado por:
Andreia Silva (9ºB)

Sessões de cinema Halloween

Durante a semana de 26 a 31 de Outubro realizaram-se sessões de cinema subordinadas ao tema do Dia das Bruxas que se comemora no último dia desse mês. Os filmes exibidos foram: “A Casa Assombrada”  e “A Noiva- Cadáver”. Os alunos procederam à sua inscrição junto ao balcão de atendimento da BE e a plateia esteve sempre esgotada, o que evidenciou a grande adesão dos discentes a esta iniciativa da sua BE.



Entrega de livros do PNL aos 1ºs e 5ºs anos

Com o objectivo de assinalar o início da vida escolar aos alunos do 1º ano e a entrada no novo ciclo aos alunos do 5ºano, estes tiveram um dia de aulas especial durante o mês de Setembro que se prolongou até Outubro. Assim, os alunos do 1º ano de todas as escolas do agrupamento: EB, Azões, Codessal, Arcozelo e Devesa, bem como as três turmas do 5º ano da EB de Ribeira do Neiva, tiveram a oportunidade de receber um grupo de colegas mais velhos, do 6º, 7º e 9º anos, que se disponibilizaram para participar nesta iniciativa levada a cabo pela Biblioteca Escolar, preparada pela professora bibliotecária, auxiliada pela respectiva funcionária. Foi então dramatizada uma pequena peça de teatro, que antecedeu um outro momento de entrega de livros e marcadores, elaborados de acordo com a temática de cada história. Os livros distribuídos remetem para uma iniciativa promovida pelo Plano Nacional de Leitura e que visa incentivar o desenvolvimento das crianças através da leitura, como forma do sucesso escolar.


Segue-se o texto relativo à vivência desta actividade, elaborado por duas alunas do 9º ano, que participaram na mesma, numa das visitas efectuadas:
 
"No passado dia 12 de Outubro realizámos uma actividade diferente na nossa escola. Colaborando com a biblioteca escolar e a pedido da professora bibliotecária, também nossa professora, participámos na entrega de livros de oferta aos alunos do 1º ano, no âmbito do Plano Nacional de Leitura. Assim, juntamente com mais alguns colegas da escola, dirigimo-nos à EB1 de Azões, acompanhados pela referida professora e funcionária da BE. Chegados ao local, fomos recebidos com espanto e admiração pelos pequeninos alunos que não sabiam da nossa visita. Tratava-se de uma surpresa. Primeiramente representámos uma pequena peça de teatro intitulada “O Livro Fechado” durante a qual os alunos estiveram com muita atenção e mostraram bastante interesse pela história contada. Seguidamente procedemos à entrega dos livros individualmente, chamando os alunos um a um e lendo uma pequena frase alusiva ao título de cada livro, que se encontrava escrita no respectivo marcador de livros, também oferecidos aos alunos. Na entrega dos livros, os meninos ficaram surpresos e ao mesmo tempo maravilhados. Imediatamente folheavam o livro que lhes fora destinado, deslumbrados com as figuras e com as cores que encontravam no seu interior. Esta iniciativa tem por objectivo incentivar os nossos colegas desde muito pequeninos para o interesse e importância da leitura.


No final, dirigimo-nos novamente para a EB de Ribeira do Neiva para continuarmos com as nossas actividades lectivas, aproveitando, no caminho para a escola, para falarmos sobre esta actividade que foi importante para aqueles alunos do 1º ano, como para nós, que tivemos a oportunidade de participar e contribuir para os momentos de felicidade que viveram."

Bruna Cerqueira e Vera Pereira 9ºB



quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Autor do Mês - Novembro - 9ºA


Miguel Torga 


Adolfo Correia da Rocha ou Miguel Torga, seu pseudónimo, nasceu a de Agosto de 1907 em São Martinho de Anta, Vila Real e morreu a 17 de Janeiro de 1995 em Coimbra.
Filho de gente humilde do campo do concelho de Sabrosa parte, aos dez anos, para a casa de familiares no Porto para servir. Em 1918 vai para o Seminário de Lamego mas desiste ao fim de um ano, emigrando para o Brasil para trabalhar com um tio na cultura do café que lhe irá patrocinar os estudos liceais, em Leopoldina, e mais tarde o curso de medicina.
Em 1928, entra para a Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra e publica o seu primeiro livro “Ansiedade”. Um ano depois colabora na revista Presença que abandona em 1930. Concluídos os estudos em 1933 vai para Trás-os-Montes exercer a profissão de médico. Muda-se definitivamente para Coimbra em 1939.
Casou com Andrée Crabbé em 1940 e desta união nasceu a sua filha, Clara Rocha a 3 de Outubro de 1955. Faleceu em Coimbra, a 17 de Janeiro de 1995.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Dia das Bibliotecas Escolares

No passado dia 26 de Outubro comemorou-se o Dia das Bibliotecas Escolares.
Nesta BE/CRE procedeu-se à realização de várias actividades, destacando-se uma actividade que contou com a colaboração de alguns alunos que se voluntariaram para procederem à leitura de um poema subordinado ao tema da “Biblioteca”. Estas leituras foram realizadas em todas as turmas dos três ciclos de ensino, na Direcção da escola, nos Serviços Administrativos e na Sala de Professores. Foi uma actividade muito animada e que agradou muito, tanto àqueles que mais directamente estiveram envolvidos na mesma - alguns alunos,  como àqueles que simplesmente assistiram à leitura do poema -  os vários elementos da comunidade educativa.

Poema da Biblioteca

Sou cheia de cavidades, conteúdos, somas
Tábuas paralelas, segurando sonhos
Sou alta, larga, profunda – com glórias
Carrego das vidas, todas as histórias

Sou aquela que regista a própria civilização
Sou mais importante do que o pão
Sou forte, plena cortejada e vaidosa
Sou cheia de luz, em verso e prosa

Tenho brilho por ter romance de alguém
Sou altamente cultural também
Sou a que guarda os tesouros da terra
O Reino das palavras, na Paz e na guerra

Sou a que só se desfaz por acidente
Por incêndio - ou demente
Tenho páginas de rostos no meu Ser
Em belo acervo de aventura e prazer

Sou a que é certa por linhas certas
O mundo mágico dos Poetas
Sou a maravilhosa biblioteca
Reino da fantasia para mentes abertas.

Silas Corrêa Leite


Biblioteca Escolar

Benvindos à nossa biblioteca!
Iremos pesquisar,
Brincar com os jogos,
Ler livros
Interessantes
Obras de arte
Tesouros escondidos,
Escrever poemas
Consultar encilopédias
Assim, descobrimos a fantasia
Escolhe livros à tua vontade
Saboreia o romance...
Constrói o teu mundo.
O prazer de
Ler é muito bom
Aproveita bem a
Riqueza que a biblioteca tem.

Inês de Castro


Concurso Inês de Castro, em parceria com a Fundação Inês de Castro e o patrocínio da Ydreams.

O período de inscrição decorre de 13 de Outubro de 2009 a 26 de Março de 2010.

Para mais informações consulta o site: Concurso Inês de Castro

Onde te leva a Imaginação

Participa!
Vai passando pelo site para veres mais informações: Onde te leva a Imaginação

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Autor do Mês - Outubro - 9ºB

 Antoine de Saint-Exupéry



Apaixonado desde a infância pela mecânica, estudou a princípio no colégio jesuíta de Notre-Dame de Saint-Croix, em Mans, de 1909 a 1914. Neste ano da Primeira Guerra Mundial, juntamente com seu irmão François, transfere-se para o colégio dos Maristas, em Friburgo, na Suíça, onde permanece até 1917. Quatro anos mais tarde, em Abril de 1921, Antoine inicia o serviço militar no 2º Regimento de Aviação de Estrasburgo, depois de reprovado nos exames para admissão da Escola Naval.
A 17 de Junho, obtém em Rabat, para onde fora mandado, o brevê de piloto civil. No ano seguinte, 1922, já é piloto militar “brevetado”, com o posto de subtenente da reserva. Em 1926, recomendado por amigo, o Abade Sudour, é admitido na Sociedade Latécoère de Aviação, onde começa então sua carreira como piloto de linha, voando entre Toulouse, Casablanca e Dacar, na mesma equipe dos pioneiros Vacher, Mermoz, Guillaumet e outros. Foi por essa época, quando chefiou o posto de Cap Juby, que os mouros lhe deram o cognome de senhor das areias.
Faleceu durante uma missão de reconhecimento sobre Grenoble e Annecy. Recentemente, o alemão Horst Rippert assumiu ser o autor dos tiros responsáveis pela queda do avião e disse ter lamentado a morte de Saint-Exupéry. Em 3 de Novembro, em homenagem póstuma, recebeu as maiores honras do exército. Em 2004, os destroços do avião que pilotava foram achados a poucos quilómetros da costa de Marselha. O seu corpo jamais foi encontrado.