quarta-feira, 26 de abril de 2017

A  Constituição da República Portuguesa


Sabias que?

  • A Constituição Portuguesa é uma Lei muito importante que estabelece as regras de funcionamento da sociedade portuguesa, garantindo os nossos direitos e dizendo quais são os nossos deveres.
  •  Ela está dividida em artigos que tratam de diversos assuntos de forma detalhada e que abrange quase tudo que seja importante para a vida do nosso país e dos seus habitantes.
  •  A Constituição é uma Lei que fica acima de todas as outras e é ela que define o regime em que o país vive, o que deve fazer o Presidente da República, a Assembleia da República, o Governo, os Tribunais, como se procedem as eleições, etc.
  • A actual Constituição foi feita em 1976 e, embora tenha sofrido várias revisões, é ela que ainda hoje orienta a vida dos portugueses. 
  • A Constituição de 1976 foi a primeira Constituição democrática que o país conheceu, ou seja, uma Lei que exprime verdadeiramente o que o Povo Português deseja. Neste trabalho estiveram envolvidas muitas pessoas que durante muitos meses estudaram os principais problemas de Portugal, discutiram, escreveram, fizeram escolhas difíceis e finalmente votaram, aprovando aquela que seria a grande obra da Revolução do 25 de Abril.
Cada português tem Deveres e  Direitos
Este vídeo é sobre os Direitos que possuímos:



 Clica neste link e ficarás a conhecer e entender  (um pouco) o conteúdo da Constituição da República Portuguesa.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

O 25 de abril

Para que a memória perdure...

Este episódio conta, muito sinteticamente, a história do 25 de abril, em Portugal. Explica o clima político, económico e social que se vivia durante o estado novo e como e por que é que se deu a revolução dos cravos.




Noticiário da RTP do dia 25 de Abril, após o MFA ter ocupado as instalações da Radio Televisão Portuguesa.

E agora um poema de Manuel Alegre

Explicação do país de abril

País de Abril é o sítio do poema.
Não fica nos terraços da saudade
não fica nas longas terras. Fica exatamente aqui
tão perto que parece longe.

Tem pinheiros e mar tem rios
tem muita gente e muita solidão
dias de festa que são dias tristes às avessas
é rua e sonho é dolorosa intimidade.

Não procurem nos livros que não vem nos livros
País de Abril fica no ventre das manhãs
fica na mágoa de o sabermos tão presente
que nos torna doentes sua ausência.

País de Abril é muito mais que pura geografia
é muito mais que estradas pontes monumentos
viaja-se por dentro e tem caminhos veias
- os carris infinitos dos comboios da vida.

País de Abril é uma saudade de vindima
é terra e sonho e melodia de ser terra e sonho
território de fruta no pomar das veias
onde operários erguem as cidades do poema.

Não procurem na História que não vem na História.
País de Abril fica no sol interior das uvas
fica à distância de um só gesto os ventos dizem
que basta apenas estender a mão.

País de Abril tem gente que não sabe ler
os avisos secretos do poema.
Por isso é que o poema aprende a voz dos ventos
para falar aos homens do País de Abril.

Mais aprende que o mundo é do tamanho
que os homens queiram que o mundo tenha:
o tamanho que os ventos dão aos homens
quando sopram à noite no País de Abril. 

Divulgação

1.   A Biblioteca Escolar Sá de Miranda informa que festejou o seu 16º aniversário no Dia Internacional do Livro, dia 23 de abril. Convida-te a participar na atividade “Um livro é…”.
Dirige-te à Biblioteca e informa-te como participar.
Ficas convidado a visitar o blogue da Biblioteca e deixares algum comentário.


2.   Quarta-feira, dia 26 de abril, na Biblioteca, no intervalo das 10:55, serão entregues prémios de melhores leitores do 2º Período, aos alunos:
·        Andreia Silva do 4º C;
·        Fábio Costa do 4º C;
·        Fátima Gabriela Queirós do 4º C;
·        Lara Domingues do 5º C;
·        Mónica Fernandes do 6º F;
·        Marisa Silva do 7º F;
·        Bruna Fernandes do 5º D;
·        Fátima Sofia Alves do 9º E

3.   Serão ainda entregues certificados de Turma + Leitora, às turma 4º D e 6º E por serem as turma com mais requisições no 2º Período.


sexta-feira, 21 de abril de 2017



23 de abril


⇒ Dia Mundial do Livro 2017


​O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril. Este ano associa-se aos 150 Anos da Abolição da Pena de Morte em Portugal.

Esta data foi escolhida com base na tradição catalã segundo a qual, neste dia, os cavaleiros oferecem às suas damas uma rosa vermelha de S. Jorge, e recebem em troca um livro, testemunho das aventuras do heróico cavaleiro. Em simultâneo, é prestada homenagem à obra de grandes escritores, como Shakespeare e Cervantes, falecidos em abril de 1616.
Em 2017, e porque se comemoram os 150 Anos da Abolição da Pena de Morte em Portugal, a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas quis relacionar o Dia Mundial do Livro com esta efeméride, motivando à leitura e celebrando o livro como um hino à vida .
O cartaz, da ilustradora e cartoonista Cristina Sampaio, pretende mostrar simbolicamente que o livro e a leitura são fatores fundamentais para o crescimento económico, político, social e cultural, e que se encontram na base da cidadania plena.



⇒ 16º Aniversário da Biblioteca Escolar Sá de Miranda


ATIVIDADES DA SEMANA
(24 a 28 abril)


  • Apresentação de "Memórias da BE - 16 anos em fotografias";

  • Construção de um Painel - Um livro é...
(A BE disponibilizará um painel onde os alunos poderão deixar a sua mensagem)









  • Entrega de prémios aos melhores leitores do 2º Período;

Quarta-feira, dia 26 de abril, na Biblioteca, no intervalo das 10:55, serão entregues prémios de melhores leitores do 2º Período, aos alunos:
·        Andreia Silva do 4º C;
·        Fábio Costa do 4º C;
·        Fátima Gabriela Queirós do 4º C;
·        Lara Domingues do 5º C;
·        Mónica Fernandes do 6º F;
·        Marisa Silva do 7º F;
·        Bruna Fernandes do 5º D;
·        Fátima Sofia Alves do 9º E

    Serão ainda entregues certificados de Turma + Leitora, às turma 4º D e 6º E por serem as turma com mais requisições no 2º Período.
  • Fóruns de leitura (1º CEB).









quarta-feira, 19 de abril de 2017

Oitavo Torneio CENTURIMIUM MMXVII

Jogos Romanos de tabuleiro - 2016/2017




Com o objetivo de apurarmos alunos para representarem o nosso Agrupamento no dia 26 de março, em Braga, no Museu D. Diogo de Sousa, iniciaremos, a partir de amanhã, dia 20 de abril 2017, pelas 12.35, as sessões de formação/treino sobre Jogos Romanos de Tabuleiro.

JOGOS 

  •  Seega                               - 2º CEB
  • Jogo do Soldado               - 2º e 3º CEB 
  • Jogo do Moinho                - 2º e 3º CEB
  • Tábua (Tabula)                 - 3º CEB


   
                               Inscreve-te!!! Participa!!!

As sessões serão orientadas pelas professoras Fátima Moreira, Fátima Martins e Julieta Flores.
“Jogos Romanos de Tabuleiro” é uma atividade dinamizada pelo  Departamento de Matemática e Ciências Experimentais  em articulação com a equipa da Biblioteca Escolar. 
Serão calendarizadas  eliminatórias durante o mês de maio. 
 O regulamento está disponível na tua Biblioteca Escolar.

                                      

Objetivos:
  •    Favorecer, nos alunos participantes, o conhecimento, a compreensão e a aplicação das regras fundamentais dos Jogos Romanos de Tabuleiro "Seega", “Tábua”, “O Soldado” e “O Moinho”;
  •     Promover o desenvolvimento do raciocínio lógico e o respeito por princípios essenciais de relacionamento interpessoal e em grupo, 
  •    Promover o conhecimento das características da História da Civilização Romana, na sua dimensão cultural.


segunda-feira, 10 de abril de 2017



PÁSCOA

Sabias que?

A palavra Páscoa vem do hebraico pesah que traduzida para o grego será (páscoa), que significa passagem.

A Páscoa no  Antigo Testamento tem a finalidade de celebrar a passagem do Senhor Deus, que libertou o povo de Israel da escravidão do Egito. 

No aspeto agrícola, na Antiguidade, era a celebração do início da primavera.


Para nós cristãos, a Páscoa é a passagem da morte para a vida.

....
Deixamos-te aqui alguns registos da nossa festa da Páscoa, celebrada na EB de Ribeira do Neiva, no último dia do 2º período letivo (dia 4 de abril). Uma festa onde a tradição se mantém com o entusiasmo das nossas crianças e jovens e colaboração dos Pais e Encarregados de Educação.

  • Dramatização/Teatro...





  • Tapetes de Páscoa...





  • O talento de duas das nossas alunas num cover de uma belíssima canção que apela à PAZ (Imagine de John Lennon)


,

Feliz Páscoa!!!

(Nota: pedimos a vossa compreensão para a pouca qualidade das filmagens mas foram as possíveis.)

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Estatística

Estatísticas 

Fim de período letivo é tempo de avaliações e balanços.

Consulta os registos já disponíveis.


2º e 3º CEB









1º CEB
Grelha Síntese Empréstimos Domiciliários

Turma


de alunos
de Leitores
Total de Livros
requisitados
Média n.º livros/aluno
Alunos sem requisições

1º CRC

26
26
120
4,6
0

1º/2º CRD

17
17
60
3,5
0

2º CRD

25
24
125
5,2
0

3º CRD

25
25

150
6
0

3º CRE

18
18
92
5,1
0

4º CRC

16
16
102
6,4
0

4º CRD

17
17
134
7,9
0

Total


144

143

783






Top 10 leitores com mais empréstimos domicilrio ( 1º CEB)



            Aluno                            Turma        N. empréstimos


  • Andreia Silva                       4ºC                     9
  • Fábio Costa                         4º C                    9
  • Fátima Gabriela Queirós      4º C                   9
  • Ariana Machado                  4º C                    8
  • Filipe Gonçalves                  4ºC                     8
  • Kiara Costa                         4ºD                      8
  • Afonso Oliveira                    3ºD                     7
  • Carla Silva                           3ºD                     7
  • Duarte Oliveira                     3º D                    7
  • Leonor Sousa                      3ºD                     7



Deixamos-te aqui um sítio para descobrires a Estatística de uma forma divertida. 

Aventura-te!

Chama-se cidade Pordata Kids


                        Pordata Kids



Para quem gosta e para quem não gosta de estatísticas, de interpretar dados e números. 

De uma forma geral, as estatísticas sempre foram vistas como um bicho papão, por miúdos e graúdos, principalmente, porque os números nem sempre são fáceis de interpretar e perceber.

A pensar nisso, a Pordata (Base de Dados de Portugal Contemporâneo), um projeto da Fundação Francisco Manuel dos Santos, decidiu alargar os seus públicos e anunciar esta iniciativa que marca os cinco anos de existência desta base de dados portuguesa.